SPORTING CAMPEÃO NACIONAL 20/21


19 anos depois da última vez e pela 23.ª ocasião na sua história, a equipa principal de futebol do Sporting Clube de Portugal conquistou o título nacional. Esta terça-feira, os Leões receberam e bateram o Boavista FC por 1-0 na 32.ª jornada da Liga NOS, garantindo matematicamente a conquista do troféu. O único golo da partida foi apontado por Paulinho ainda na primeira parte.

Com um fantástico ambiente nas imediações do Estádio José Alvalade, tanto nas horas anteriores como durante o desafio, a equipa verde e branca foi, como tem sido habitual, recebida com apoteose. Dentro de campo, Pedro Porro foi a novidade no onze inicial.


O Boavista FC até conseguiu um canto nos primeiros minutos e apresentou-se com as linhas subidas, mas o domínio e o controlo pertenceram sempre ao Sporting CP, que podia ter marcado logo aos cinco minutos, quando Nuno Santos, de longe, rematou contra o poste axadrezado. Foi o primeiro aviso de muitos ainda na primeira parte; o emblema Leonino queria colocar-se em vantagem o mais rapidamente possível.

Aos 11 minutos, nova boa ocasião quando Nuno Mendes bateu um pontapé de canto e Paulinho, de cabeça, atirou pouco ao lado. Pouco depois foi Pedro Porro a servir Pedro Gonçalves na perfeição, mas o camisola 28 não conseguiu o remate como desejava. A seguir foi Nuno Mendes a cruzar com selo de golo, mas Pedro Gonçalves ficou a centímetros da finalização. Ainda no mesmo lance, João Mário surgiu na cara de Léo Jardim e rematou para fora.

Só dava Sporting CP, mas Rúben Amorim teve uma dor de cabeça aos 17 minutos, quando Pedro Porro viu-se obrigado a sair por lesão, tendo entrado João Pereira. O lateral espanhol abandonou o relvado em lágrimas.


Continuou, contudo, a toada do jogo. Aos 24 minutos, Nuno Santos lançou Nuno Mendes na esquerda e este rematou forte com a bola a ficar, novamente, muito perto do golo. Instantes depois, João Mário bateu um pontapé de canto e Gonçalo Inácio, ao primeiro poste, cabeceou para fora. Cheirou, mais uma vez, ao 1-0, mas este só apareceu dois minutos depois.

João Mário soltou Nuno Santos, que apareceu à esquerda e colocou a bola no coração da área. Aí, Paulinho finalizou com sucesso para facturar, inaugurar o marcador e colocar o Sporting CP com uma mão no troféu da Liga NOS. Grande festa dentro e fora do Estádio José Alvalade, tanto por parte dos jogadores como dos milhares de Sportinguistas presentes nas imediações do recinto.

Até ao intervalo, destaque para dois momentos. Primeiro, Sebastián Coates apareceu de cabeça num canto de Pedro Gonçalves e atirou para defesa de Léo Jardim. Logo a seguir, o Boavista FC teve a primeira e única oportunidade da metade inicial quando Nuno Santos, jogador dos nortenhos, apareceu na área com espaço e rematou, mas Antonio Adán respondeu com uma enorme intervenção. Assim, as equipas recolheram aos balneários com vantagem de 1-0 para o Sporting CP.


Pouco ou nada mudou na segunda parte, pois o Sporting CP continuou dono e senhor das incidências e criou várias oportunidades de golo. A primeira foi logo aos 47 minutos, quando Nuno Mendes cruzou para Paulinho rematar e Léo Jardim fez uma bela defesa. Pouco depois, Pedro Gonçalves ofereceu novo golo a Paulinho, mas desta vez o remate foi interceptado por um defesa para canto.

Por esta altura, já o resultado podia ser uma goleada, mas a quantidade de oportunidades de golo do Sporting CP não acabou por aqui: a meia hora do fim, João Pereira cruzou e Paulinho falhou o cabeceamento fatal.

O jogo entrou numa fase menos intensa e, a 15 minutos do fim, Rúben Amorim lançou Matheus Nunes para o lugar de Nuno Santos. Nos minutos consequentes, mais chances Leoninas: primeiro foi Pedro Gonçalves, lançado por João Mário, a atirar uma 'bomba' ao poste e depois Matheus Nunes tentou servir um colega, mas um defesa desviou para a própria baliza e Léo Jardim defendeu mais uma vez. Ainda no mesmo lance, Paulinho rematou por cima após assistência de Pedro Gonçalves. Era, de facto, incrível como o Sporting CP ainda não tinha conseguido o 2-0.



Já nos dez minutos finais, Matheus Reis, Daniel Bragança e Jovane Cabral substituíram Nuno Mendes, João Mário e Pedro Gonçalves, respectivamente, e daí até ao fim foram minutos que pareceram horas para os Sportinguistas.

Finalmente, Luís Godinho apitou para o final da partida. Festa, justa, para os novos Campeões Nacionais de futebol. Pela 23.ª na sua história, o Sporting CP conquista o título mais importante do futebol português.

Sporting CP: Antonio Adán [GR], Gonçalo Inácio, Sebastián Coates [C], Zouhair Feddal, Pedro Porro (João Pereira, 17'), João Palhinha, João Mário (Daniel Bragança, 82'), Nuno Mendes (Matheus Reis, 82'), Pedro Gonçalves (Jovane Cabral, 82'), Nuno Santos (Matheus Nunes, 76') e Paulinho.

12 maio 2021